Sign by Danasoft - Myspace Layouts and Signs

Photobucket
Quarta-feira, 30 de Maio de 2007

31 de Maio-Dia Mundial sem tabaco


este post e extra cozinha,mas um pouco relacionado com esta nossa paixao: a culinaria,ate porque apos deixar de fumar volta-se a ter de novo o sabor dos alimentos bem acentuados,coisa que o tabaco nos rouba...
fui fumadora durante 16 anos,com algumas tentativas falhadas,mas agora foi de vez tenho muito orgulho de dizer que sou uma recente ex.fumadora e sem vontade de recomecar e muita vontade de viver em saude...
vou deixar-vos alguns pontos sobre o maleficio do tabaco,espero que percam uns minutos a ler e que reflitam sobre o assunto e para quem tem o vicio de fumar so posso dizer que se eu consegui todos conseguem,so precisamos de uma coisa FORCA DE VONTADE e isso so depende de nos...


O Dia Mundial sem Tabaco
O Dia 31 de maio - Dia Mundial sem Tabaco - foi criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) com o intuito de sensibilizar o maior número possível de pessoas sobre os males causados pelo consumo do tabaco e seus derivados. Esta data é comemorada anualmente por todos os países que aderem à proposta de controle do tabagismo no mundo.
Introdução
O hábito de fumar (tabagismo) - acto voluntário de inalar o fumo da queima do tabaco - independentemente da qualidade, quantidade ou frequência, é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo. A OMS estima que um terço da população mundial adulta, isto é, 1 bilhão e 200 milhões de pessoas (entre as quais 200 milhões de mulheres), sejam fumadores.
Contudo, o controlo global do tabagismo inclui a prevenção da iniciação ao hábito de fumar, a eliminação das fontes de exposição involuntária ao fumo do tabaco e o apoio/promoção aos programas de abandono do tabaco.
O tabaco é um dos maiores inimigos da sua saúde. Dá o primeiro passo para uma vida sem fumo.
Doenças associadas ao Uso do Cigarro
O fumo é responsável por 30% das mortes por cancro;
90% das mortes por cancro no pulmão;
97% do cancro da laringe;
25% das mortes por doença do coração;
85% das mortes por bronquite e enfisema;
25% das mortes por derrame cerebral e por
50% dos casos de cancro de pele.
Cancro
O fumo é responsável por 30% das mortes por cancro e 90% das mortes por cancro de pulmão. Os outros tipos de cancro relacionados com o uso do cigarro são: cancro de boca, laringe, faringe, esófago, pâncreas, rim, bexiga e colo de útero.
O fumo está associado a um aumento de risco de uma diversidade de cancros. Dos quase 5 000 componentes do tabaco, mais de 50 demonstraram ser carcinogénicos. Estima-se que 30% de todos os cancros, em países desenvolvidos, estão relacionados com o tabaco:
Cancro do pulmão.
Cancro da cavidade oral (lábios, boca, língua), laringe e faringe.
Cancro do esófago.
Cancro do pâncreas.
Cancro da bexiga e rins.
Cancro do colo do útero.
Doenças Cardiovasculares
25% das mortes causadas pelo uso do cigarro provocam doenças coronarianas
Cardiopatia isquémica.
Doença vascular periférica (arteriosclerose).
Doença cerebrovascular (AVC).
Outras doenças
Doenças relacionadas com hormonas (menopausa precoce, osteoporose).
Doenças respiratórias (bronquite crónica, enfisema e asma).
Doenças gastrointestinais (doença de refluxo gastro-esofágico, úlcera péptica).
Durante a gravidez
O tabagismo pode atrasar a concepção, e durante a gravidez pode afectar de modo negativo o feto. Os recém-nascidos das mães fumadoras pesam menos que os das não fumadoras. O tabagismo materno durante a gravidez pode afectar a médio prazo o desenvolvimento físico e intelectual da criança.



Dependência e desabituação tabágica
O tabaco é uma droga porque provoca dependência. A substância que provoca a dependência é a nicotina.
O vício de fumar tem-se revelado impossível de combater porque se trata de uma substância com características estimulantes, semelhantes às da cocaína, dando dependência física e psíquica.
Não é fácil deixar de fumar. A nicotina provoca dependência por meio de processos semelhantes aos da cocaína, álcool e heroína, tem características que preenchem os critérios das drogas aditivas: uso compulsivo, efeitos psicoactivos e comportamento reforçado pela droga, tolerância e dependência física, manifestada por uma síndroma de abstinência.
Os sintomas de privação incluem entre outros a necessidade imperiosa de fumar, irritabilidade, agressividade, ansiedade, dificuldade de concentração, dores de cabeça, aumento do apetite, tonturas.
A cessação de fumar tem benefícios de ordem física (desaparecimento do cheiro a tabaco, aumento do paladar, diminuição do risco e doenças), psicológicos e económicos.
A desabituação da nicotina não é fácil e necessita muitas vezes, intervenção e acompanhamento por profissionais de saúde especializados - médicos, enfermeiros, psicólogos -, assim como terapêutica comportamental e/ou farmacológica.
Os adolescentes que fumam podem deixar de fumar com facilidade e basta parar de fumar para o conseguir pois não estão verdadeiramente de pendentes do tabaco.
A "Luta Antitabágica" constitui importante "problema" de Saúde Pública. As Consultas de Desabituação Tabágica devem ser aconselhadas como medida preventiva para deixar de fumar, há que implementar mais acções de informação e de educação da população em geral, alertando-se para o perigo do tabaco, através de conferências, de recomendações escritas em brochuras, em folhetos, em artigos, quer nos jornais públicos diários, quer nos ligados à Saúde, assim como em anúncios na televisão e na rádio. Outras acções preventivas devem consistir na política de impostos sobre o tabaco, no aumento do seu preço e nas proibições: da venda a menores; da sua publicidade; de fumar em locais públicos (unidades de saúde, escolas, recintos fechados, etc)
Aos pais deve ser dirigida uma mensagem especial:
não permitam, que se fume, em suas casas;
não fumem (se os pais forem fumadores) em presença dos seus filhos, qualquer que seja o local, onde se encontrem;
não permitam, que as crianças mexam em objectos associados com o tabaco, como isqueiros, cinzeiros, caixas de tabaco;
avisem os seus filhos sobre os malefícios do tabaco.
Aos jovens:
Aprende a resistir às pressões para fumar;
Recusar uma oferta é um direito;
Fumar tem um impacto negativo (directo e indirecto) no ambiente.
Não fumar é que está na moda;
São várias as alternativas ao tabaco: conversar, ouvir música, ler, passear, namorar...
A luta contra o tabaco atinge todo o País.
Se Portugal conseguir alertar a sua juventude, milhares de contos deixarão de ser consumidos anualmente no tratamento de doenças provocadas pelo fumo do cigarro. O jovem dum modo geral começa a fumar por um acto de rebeldia ou afirmação. Hoje, com o desenvolvimento de práticas desportivas, seria mais saudável que a juventude procurasse sua afirmação através do desporto ou de manifestação artísticas, que fazem bem ao organismo, à mente e ao espírito.
Fumo e Toxicidade
Quando um cigarro é acesso algumas substâncias são inaladas pelo fumador e outras difundem-se pelo ambiente. Essas substâncias são nocivas à saúde.
O fumo do cigarro é constituído por quase 5 mil substâncias tóxicas, dessas substâncias, 80 são cancerígenas, a nicotina, o monóxido de carbono e o alcatrão são algumas dessas substancias.
Nicotina - considerada droga pela OMS é uma droga psicoativa e é responsável pela dependência do fumador. Actua ao nível do sistema nervoso central, diminui a chegada do sangue aos tecidos e causa dependência química.
Monóxido de Carbono (CO) - diminui a quantidade do oxigénio no sangue.
Alcatrão: é altamente cancerígeno, dando início à formação de tumores
Fumadores passivos
As pessoas que aspiram involuntariamente o fumo libertado pelos cigarros dos fumadores são designados por fumadores passivos.
Define-se tabagismo passivo como a inalação do fumo de derivados do tabaco (cigarro, charuto, cigarrilhas, cachimbo) por não fumadores, que convivem com fumadores em ambientes fechados.
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) o tabagismo passivo, a 3ª maior causa de morte evitável no mundo, subsequente ao tabagismo activo e ao consumo excessivo de álcool (IARC, 1987; Surgeon General, 1986; Glantz, 1995).
As pessoas que estão próximas de fumadores, especialmente em ambientes fechados, inalam mais de 400 substâncias que podem prejudicar a saúde. Os não fumadores expostos ao fumo do cigarro absorvem nicotina, monóxido de carbono e outras substâncias da mesma forma que os fumadores, embora em menor quantidade. A quantidade de tóxicos absorvidos depende da extensão e da intensidade da exposição, além da qualidade da ventilação do ambiente onde se encontra a pessoa.
A fumaça dos derivados do tabaco em ambientes fechados é denominada de poluição tabágica ambiental (PTA).Tendo em vista que as pessoas passam 80% de seu tempo em locais fechados tais como trabalho, residência, locais de lazer e hospitais, o cigarro é considerado, pela Organização Mundial de Saúde, como o maior agente de poluição doméstica ambiental.

A permanência em um ambiente poluído faz com que se absorvam quantidades de substâncias tais como a nicotina em concentrações semelhantes às de quem fuma.
O ar poluído contém, em média, três vezes mais nicotina, três vezes mais monóxido de carbono, e até cinquenta vezes mais substâncias cancerígenas do que o fumo que entra pela boca do fumado e depois de passar pelo filtro do cigarro. Por tudo isto se deve evitar fumar em locais fechados.
Os fumadores passivos sofrem os efeitos imediatos da poluição tabágica ambiental, tais como irritação nos olhos, manifestações nasais, tosse, cefaleia, aumento de seus problemas alérgicos, principalmente das vias respiratórias, e aumento de problemas cardíacos, principalmente elevação da pressão arterial e angina (dor no peito). Outros efeitos a médio e longo prazos são a redução da capacidade funcional respiratória (o quanto o pulmão é capaz de exercer a sua função), aumento do risco de ter arteriosclerose e aumento do número de infecções respiratórias em crianças. Além disso, os fumantes passivos morrem duas vezes mais por cancro de pulmão do que as pessoas não submetidas à poluição tabágica ambiental.
Os principais grupos de risco dos fumadores passivos são as grávidas, as crianças e os asmáticos.
As crianças que convivem com pais fumadores têm maiores riscos de infecções respiratórias, bronquiolites, asma, otite e infecções da garganta.
Fumar passivamente pode provocar as mesmas doenças que fumar activamente.
Um cigarro acesso produz dois tipos de fumaça: a que o fumador aspira e devolve depois de filtrada nos pulmões e a que sai directamente do cigarro que possui as mesmas substâncias tóxicas da que é aspirada pelo fumador.
Os fumadores prejudicam a saúde dos não fumadores. Uma pessoa que não fuma, em contacto com fumadores, no final de um dia de trabalho chega a fumar o equivalente a uma média de 1 a 4 cigarros.
Os fumadores incomodam os não fumadores. Fumar não é apenas um problema dos fumadores.
Cada vez mais autoridades governamentais estabelecem regulamentos que protegem o não fumador. Tem havido uma maior conscientização dos indivíduos sobre o ar que se respira, não só em casa, como nos ambientes de trabalho e locais públicos.
Deve fazer-se mais, estimulando-se locais de trabalho, escolas, unidades hospitalares e outros sectores da sociedade a desenvolverem uma política de protecção ao não fumador em ambientes fechados.

RASCUNHOS:
COZINHADO POR... Inha às 20:22
link do post | DEIXE A SUA COLHERADA | favorito
|
7 comentários:
De turbolenta a 1 de Junho de 2007 às 15:02
Por ter deixado esse vício é uma vencedora.
Além de tanto mal fazer à saúde, tanto dos que estão a fumar como dos fumadores passivos que estão ao pé deles, ainda é um vício que sai cada vez mais caro.
Odeio tabaco!
bom fim de semana


De Brites a 31 de Maio de 2007 às 19:06
Paulinha, minha princesa bretã,
Devo dizer-te que este post vai ser copiado para dar aos meus alunos. Vou procurar que ele seja lido na aula e reflectirmos todos sobre os malefícios do tabaco. Foi dos mais completos e cuja informação deveria ser lida por todas as famílias.
Eu sei que és uma mulher de coragem e que o tabaco não voltará a constar das tuas preferências.
Beijinhos e já sabes que te adoro.
Carmen


De paula a 31 de Maio de 2007 às 09:30
obrigada a todas pelos comentarios e pela forca...
beijinhos

beijinhos muito grandes para a minha tia mimi e muito especial para a tia Ana e Tio paulo que tambem tiveram a mesma forca para deixar ja la vai quase 1 ano....

mts beijinhos a todos ah e nao fumem


De Anónimo a 30 de Maio de 2007 às 23:17
Parabens Paula,estou muito contente por ti, eu e o tio Paulo tens que ter muita força mas não te vais arepender porque somos mais felizes só quando deixa-mos de fumar é que vimos o que estava-mos erradas.Beijinhos do Ricardo e do tio Paulo .


De risonha a 30 de Maio de 2007 às 23:14
e aqui está a prova de que nem só de receitas vive a Inha, também se preocupa com coisas sérias e importantes. Parabéns amiga, estou muito contente e muito orgulhosa de ti.


De Anónimo a 30 de Maio de 2007 às 23:06
parabens paula beijos para ti e para os meus sobrinhos tia mimi


De Luciana a 30 de Maio de 2007 às 22:13
força amiga tu consegues.parabens pelo post

mil beijos


DEIXAR COLHERADA

Photobucket

.ABOUT ME...

.BEM-VINDOS...

imagens - SpicyProfile.com Photobucket Photobucket Photobucket

.CANTINHOS QUE VISITO...

Photobucket





















































































































































.COZINHAS ONDE PARTICIPO...





Image Hosted by ImageShack.us Photobucket
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

.PREMIOS...

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

.ULTIMOS PETISCOS...

. Bolo Marmore I & II

. DESAFIO DA KINI...Nao me ...

. UM MIMO DE PREMIO

. Carne de vaca com molho d...

. Frango a Americana

. Bolo -Pudim

. Feliz Pascoa

. Premio...

. DIA INTERNACIONAL DA MULH...

. Pataniscas de salmão

.OUTRAS EMENTAS

.RASCUNHOS

. acompanhamentos

. amiga secreta

. amigos

. ano novo

. ano novo bolos e bolinhos

. aproveitamento

. aproveitamentos

. atum

. bolachinhas

. bolo e bolinhos

. bolos e bolinho

. bolos e bolinhos

. bolos e bolinhos aproveitamentos

. carne

. darfur

. desafio

. desafios

. dia internacional da mulher

. diversos

. diz que ate nao e um mau blog

. doces

. estra-cozinha

. extra cozinha

. extra-cozinha

. extra-cozinha/amigo secreto

. figado

. frutos

. lanches

. leguminosas

. light/diet

. lulas

. massas

. miminhos

. nata

. natal

. pao

. pascoa

. peixe

. petiscos

. premio

. premios

. pudins

. salgadinhos

. sobremesa de colher

. sobremesas de colher

. sopa

. sopas

. tartes

. todas as tags

.PROCURE NESTE BLOG...

 

.subscrever feeds

blogs SAPO

.MY MUSIC